Leilões especiais

Blog do Convidado: O vendedor Wolfgang Jaenicke Conta a História Por Detrás do Leilão do Poster do Filme 'Bloodywood'

Escrito por Wolfgang Jaenicke 14 Agosto 2018

Esta semana iremos entregar a metafórica caneta a um dos nossos vendedores: Wolfgang Jaenicke. É este o homem por trás do Leilão do Poster Pintado à Mão do Filme Bloodywood desta semana, com 60 obras de arte, incluindo obras do Mr. Brew, que terá conhecido durante as suas viagens em África. O leilão decorre de 17 a 26 de agosto de 2018. Continue a ler para seguir as viagens do nosso vendedor e saber mais sobre as obras das testemunhas-chave do cinema ganês da época de 1990-2010: o Mr. Brew.

__________

Aqueles que viajam através da África estão familiarizados com as pinturas extraordinárias de cartazes deste continente. Em países onde a leitura e escrita são menos comuns, tais cartazes funcionam como ajudas visuais. Dê uma olhadela no mural em frente a um pub, um "Chapalo", cuja pintura de parede convida os mecenas a saborear a lendária cerveja de milho-miúdo, para entender o que quero dizer. Viajávamos para o Gana para nos reunirmos com uma das testemunhas-chave do cinema ganês da época de 1990-2010: o Mr. Brew.

Foi em Gaoua - na terra do Lobi, a sul de Burkina Faso - que me deparei, pela primeira vez, com este "artista de rua" contemporâneo oriundo de África. Pintado por artistas que quase ninguém conhece. Artistas que "não têm direitos", mas que possuem uma sensação incrível de composição, coloração e um alto grau de valor de reconhecimento. Tudo o que pode ser encontrado em galerias e museus no Ocidente pode facilmente encontrado em todas qualquer esquinas em África.

Photo: Wolfgang Stäbler - Vista Marítima de Kino em Elmina, Gana

Porém, uma peculiaridade desta arte de rua, são as pinturas que decoraram incontáveis pequenas salas de cinema na capital do Gana Accra, Takoradi ou Elmina como cartazes cinematográficos. O colecionador Wolfgang Stäbler enviou-me recentemente uma foto histórica, mostrando um dos estabelecimentos onde os filmes foram exibidos, muitas vezes produzidos com o equipamento mais simples.

Na parede da entrada do galpão, poderá ver o anúncio do filme "Candidates for Hell", pintada pelo lendário Mr. Brew. Enquanto os veteranos Leonardo, Awall Sunil Shetty, Papa Warsti e Armahsco estão agora bem documentados em famosas coleções privadas e museológicas, o Mr. Brew foi anteriormente o "nó cego", o artista que todos os colecionadores deste género conheciam, mas que até agora não tinha tido notoriedade. Novamente, prometeu dar uma entrevista, mas de novo, acabou por não comparecer.

Na sexta-feira queríamos ir de Lomé até Accra, de propósito para nos reunirmos com Mr. Brew, após contato com o seu intermediário. Fomos encontra-lo, depois de uma longa busca na região fronteiriça até à Costa do Marfim, através de Syllas Baba, com a ajuda intensiva de um alfarrabista do Mercado Nima em Accra.

O Mr. Brew tinha-nos prometido - como muitos anteriormente - vir a Accra para uma entrevista. Mas não tínhamos certeza de que isso fosse realmente acontecer. Dois dias depois, ele acabou realmente por vir a Accra para vir ter connosco. Acabámos por nos sentar num quintal com o Mr. Brew em Accra-Nima, um bairro com os mais diversos grupos étnicos culturais da África Ocidental.

O pintor do cartaz Samuel (Samu ..) Brew, apelidado de "Mr. Brew"

Marcamos um encontro para o dia seguinte no seu atelier, perto da praia. O estúdio consistia numa pequena cabana de 1.2 metros quadrados que me recordou um pouco de um armário móvel com a função de armazenar os utensílios de pintura. Três das paredes sem janelas serviam como "cavaletes", no qual três fotos surgiram simultaneamente. No quarto lado da "cabana de pintura" do Mr. Brew (estúdio) estava a porta, que podia ser fechada com um prego curvo. "Sou bastante conhecido aqui... nunca nada foi esquecido, mesmo se ainda não chegámos lá, há quadros acabados pendurados lá durante a noite nas paredes da cabana".


No "cabana de pintura" do Mr. Brew, três cartazes são simultaneamente criados

O cinema em Accra para a qual o Mr. Brew trabalhou como pintor fechou em 2010 e entrou recentemente em colapso. Faz agora oito anos desde que uma instituição historicamente significativa se "afundou" e foi substituída por outros meios, como computadores, telemóveis e ecrãs planos. O cinema, que ainda tem significado no Ocidente hoje em dia, provavelmente nunca mais voltará a África. Um cinema era um ponto de encontro cultural que tinha uma função social importante. Tal como um teatro, era um ponto de convívio social e na sua aura específica de uma "escura e mágica caverna" nos meios de comunicação modernos, nunca houve nenhum equivalente.

De certa forma, o lendário Mr. Brew, com os seus cartazes de cinema pintados em sacos de farinha, tornou-se uma marca nas galerias ocidentais. Por outro lado, não se sabe sequer o nome dele, não se sabe absolutamente nada sobre sua biografia, nem sabe nada sobre seu ambiente social concreto, embora este individuo, hoje com 45, seja uma das testemunhas-chave do cinema ganês da época de 1990-2010. Claro que - tal como todos os artistas de rua da África Ocidental - é autodidata.

Com apenas 20 anos, o Mr. Brew foi um dos mais procurados pintores de cartazes cinematográficos de Gana. À medida que a era dos pequenos cinemas urbanos e cinemas itinerantes em Gana se aproximava do final, terá enfrentado o declínio da sua carreira, a depressão e uma sentença de dois anos de prisão por cumplicidade no roubo de um laptop. Depois de um ano e meio foi libertado devido ao seu bom comportamento e hoje em dia continua a trabalhar na sua profissão. Mas os tempos tornaram-se difíceis. Os cartazes em massa e filmes blockbuster de Hollywood abriram caminho em Accra.

A situação destes pintores de cartazes é comparável à arte de muitos escultores africanos, cujas esculturas e máscaras são efetivamente colecionadas, figurando por muitas décadas nos nossos museus, mas quase ninguém sabe nada sobre a sua biografia e a avaliação baseia-se unicamente nos critérios de proveniência ocidentais: quem no ocidente possuía o objeto anteriormente. Estes são os critérios de acordo com os quais o mercado de arte explora a proveniência e pelos quais historiadores de arte e antropólogos optam por adaptar as obras às molduras douradas que o mercado prefere.

Esquerda: 'The Prophet', poster cinematográfico Ganês de Mr. Brew. Direita: 'Naked Weapon' poster cinematográfico do Mr. Brew.

Infelizmente para o próprio artista africano, ninguém se importa. "Mr. Brew" é um exemplo quase clássico. Só sabemos da sua "marca ocidental", que, por si só, é suficiente para fazer "arte útil" disso mesmo. É só uma questão de tempo até que a sua arte atinja altos preços nas principais leiloeiras internacionais com procedências ocidentais significativas. Mas até lá, o que constitui a "proveniência essencial" e põe o foco no próprio artista, representando o seu contexto social, será largamente perdido.

__________

Visite o nosso leilão de Cartazes Originais dos Filmes Ganeses Bloodywood para descobrir as maravilhosas e únicas obras do Mr. Brew e outros artistas.

Descubra mais Poster Cinematográficos | Posters | Arte Moderna

Também poderá gostar destes artigos:

Crie a sua conta na Catawiki de forma gratuita

Na Catawiki, ficará surpreso todas as semanas com a seleção impressionante de objetos especiais que temos para oferecer. Inscreva-se ainda hoje e explore os nossos leilões semanais com curadoria da nossa equipa de especialistas.

Criar uma conta
Share this article
Close Created with Sketch.
Ainda não está registado?
Ao criar a sua conta gratuita na Catawiki, poderá licitar num dos 50 000 objetos especiais que temos para leilão todas as semanas.
Registar agora!