Otras historias

Maravilhas brilhantes: os 10 diamantes mais caros do mundo

Os diamantes duram para sempre, os diamantes são os melhores amigos de uma mulher, um diamante em estado bruto: todas estas expressões enfatizam a beleza e a força das pedras preciosas mais famosas do mundo. Conheça os 10 diamantes mais caros do mundo nesta história da Catawiki!

10. Laranja - 32 milhões de euros
Este brilhante diamante laranja de 14,82 quilates bateu um recorde mundial quando foi vendido por 32 milhões de euros, em 2013. Habitualmente, os diamantes rosa e azuis são os mais procurados, mas esta preciosidade rara surpreendeu o mundo com a sua beleza cor-de-laranja e o seu tamanho.

9. O “Princie” - 33 milhões de euros
Há 300 anos que se conhece este diamante rosa de 34,54 quilates, depois de ter sido descoberto nas minas de Golconda, na Índia. Em 1960, os joalheiros Van Cleef & Arpels compraram este diamante à família real de Hyderabad e deram-lhe o nome de “Princie”, em homenagem ao filho de Sita Devi, o Marani de Baroda, um extravagante e famoso magnata da alta sociedade que vivia em Paris.


8. O rosa vívido de Graff - 38,7 milhões de euros
Um diamante retangular de 24,78 quilates, classificado pelo Instituto Gemológico da América (GIA) como “rosa vívido fantasia”, a classificação máxima para a saturação. Laurence Graff, também conhecido como “King of Bling”, comprou este diamante, que foi posteriormente colocado num anel, por 38,7 milhões de euros.


7. Estrela rosa - 60,7 milhões de euros
Esta beldade rosa brilhante, anteriormente conhecida como o diamante “rosa Steinmetz”, é o maior diamante rosa alguma vez encontrado a ter a classificação máxima do GIA de “rosa vívido”. Este diamante de 59,60 quilates foi comprado pelo lapidador de diamantes Isaac Wolf, em 2014, por 60,7 milhões de euros, mas este acabou por não o conseguir pagar. Atualmente, estima-se que tenha um valor de 60,7 milhões de euros.


6. Wittelsbach Graff - 67,4 milhões de euros
O Wittelsbrach Graff é um maravilhoso diamante azul, descoberto na Índia há mais de 300 anos. Este diamante de 35,56 quilates fez parte das joias da coroa austríaca durante algum tempo e foi posteriormente comprado por Laurence Graff. O joalheiro removeu as imperfeições recorrendo a lapidadores de diamantes, causando alguma indignação e infelicidade nos círculos históricos. Em 2011, foi vendido ao Emir do Qatar, o Xeque Hamad bin Chalifa, por 67,4 milhões de euros.


Fotografia: The Jewellery Editor

5. O diamante do centenário de De Beers - 84,2 milhões de euros
Este diamante incolor, com um nome que tem origem nas minas consolidadas de Beers, está classificado com a categoria mais alta para um diamante incolor (categoria D da cor), o que significa que é simplesmente perfeito, não tem qualquer imperfeição, interna ou externamente. Pesa 273,85 quilates, embora o corte original pesasse uns incríveis 599 quilates.


4. O diamante Hope - 250 milhões de euros
Este místico diamante de 45,52 quilates parece ter uma cor azul a olho nu, mas adquire um aspeto vermelho fosforoso quando colocado sob luz ultravioleta. Há quem diga que está amaldiçoado, trazendo má sorte a quem o tem na sua posse... conta a história que foi roubado de uma estátua Hindustan e que os sacerdotes amaldiçoaram o diamante quando souberam disso. Poderá vê-lo (em segurança) no Museu Nacional de História Natural Smithsonian, em Washington DC.


3. O Cullinan - 337 milhões de euros
A maior pedra preciosa em estado bruto alguma vez encontrada. Mesmo depois de polida, ainda é incrivelmente grande, com 530,2 quilates, e foi apelidada de “A grande estrela de África”. Atualmente, faz parte das joias da coroa britânica. 

2. O Sancy – valor inestimável
Hoje em dia, poderá encontrar este diamante amarelo na coleção das joias da coroa francesa, no Museu do Louvre, em Paris, mas teve muitos proprietários. O seu nome foi uma homenagem a Nicolas de Harlay, seigneur de Sancy, um soldado e diplomata francês do século XVI. O diamante amarelo pálido tem 55,23 quilates e a forma de um escudo. Como o diamante é tão raro e caro, o valor exato é atualmente desconhecido.


Fotografia: Small Talks

1. Koh-i-Noor - demasiado caro para ter uma etiqueta com o preço
Este requintado diamante branco de 105,6 quilates mudou de proprietário muitas vezes desde a sua descoberta, em 1294. Esteve na posse de vários governantes sikh, mughal e persas, que depois o perderam no meio das perdas dos países após a guerra. Em 1850, o Koh-i-Noor, que significa “montanha de luz” em persa, foi confiscado pela Companhia Britânica das Índias Orientais e está agora na posse da coroa britânica. O valor exato do diamante Koh-i-Noor é desconhecido, porém, é possível ouvir por aí sussurros que dizem que está avaliado em mais de mil milhões de euros.


Também tem um fraquinho por diamantes? Ou está à procura de um bom investimento? Fique de olho no leilão de diamantes da Catawiki para se tornar um orgulhoso proprietário de um magnífico diamante.

Crie a sua conta na Catawiki de forma gratuita

Na Catawiki, ficará surpreso todas as semanas com a seleção impressionante de objetos especiais que temos para oferecer. Inscreva-se ainda hoje e explore os nossos leilões semanais com curadoria da nossa equipa de especialistas.

Criar uma conta
Share this article
Close Created with Sketch.
Ainda não está registado?
Ao criar a sua conta gratuita na Catawiki, poderá licitar num dos 50 000 objetos especiais que temos para leilão todas as semanas.
Registar agora!